top of page
  • Paranews

PT pede à PGR para investigar Beto Carrero após anúncio que estimula abstenção de petistas




A coligação de Lula (PT) informou que entrou com notícia-crime na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o parque Beto Carrero. O partido aponta crime eleitoral com a promoção que oferecia desconto de 25% a quem fosse vestido de vermelho e permanecesse no parque durante todo o horário de votação, das 8h às 17h, no domingo (30). O parque diz que a promoção era uma "piada" e apagou a publicação após a repercussão.

A promoção foi anunciada na quarta-feira (26). O parque prometeu um passaporte promocional com o nome '"Para Todos", com as iniciais destacadas, fazendo alusão ao PT. Dizia ainda que era válida para "o amigo que não gosta de verde e amarelo".


Nesta quinta-feira (27) o Partido dos Trabalhadores informou que acionou a PGR apresentando notícia-crime apontando crime eleitoral na conduta do responsável pela empresa. Em nota, o Partido dos Trabalhadores (PT) mencionou a publicação – agora excluída – e disse que o Código Eleitoral, em seu artigo 299, classifica a ação como crime.


O Beto Carrero apagou a postagem de suas redes no começo da tarde e informou que a promoção era uma "piada". Antes disso, a Justiça Eleitoral já havia recebido mais de 150 denúncias contra a medida. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), as denúncias chegaram pelo aplicativo Pardal e foram encaminhadas ao Ministério Público Eleitoral.


O MPF foi acionado pela reportagem, mas informou que se houver representação sobre o caso, será encaminhada para a PGR, já que é a instância correta para analisar denúncias relativas à eleição presidencial.


Fonte: G1.

22 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page