top of page
  • Paranews

Passageiros de um voo da Azul relatam momentos de pânico após decolagem



Na manhã desta segunda-feira (29), passageiros de um voo da Azul Linhas Aéreas, que saiu de Fortaleza com destino a Belém, viveram momentos de pânico instantes após a decolagem.


O voo estava previsto para partir às 9h40. Após os procedimentos padrão, a aeronave fez a decolagem normalmente.


No entanto, segundos após deixar o solo e enquanto o avião ganhava altitude, os passageiros relatam que ouviram fortes estrondosos no lado externo da fuselagem da aeronave, ao mesmo tempo em que as luzes e monitores afixados na parte traseira dos assentos apagaram.


O momento provocou muita tensão entre as pessoas que estavam na cabine, os quais se questionavam sobre o que teria acontecido.


Logo após o ocorrido, o piloto anunciou que houve uma colisão com aves, especificamente urubus, e que seria necessário retornar ao aeroporto de Fortaleza, por questões de segurança, já que, conforme disse o comandante aos passageiros, a estabilidade da aeronave teria sido afetada.


Apesar disso, no entanto, de acordo com os passageiros, o piloto informou que não seria possível fazer o pouso imediatamente, visto que a aeronave estaria com peso superior ao recomendável para pousar, por conta da grande quantidade de combustível nos tanques. Por esta razão, seria necessário voar por mais alguns minutos para queimar o querosene e poder retornar ao solo.


"Foi uma revoada de urubus que colidiram com a asa esquerda do avião. Então apagou tudo e começou a apitar uns sons. O piloto avisou que era preciso ficar sobrevoando por um tempo para poder pousar. Não lembro quanto, porque me deu um nervosismo", relata Glaucia Tavares, passageira da aeronave.

Após vários minutos é que a aeronave pode, finalmente, pousar em segurança. "Na hora que tava subindo, os urubus bateram na asa. Foi horrível. Graças a Deus que pousamos em segurança", conta Raimundo Freitas, um dos passageiros do voo.


Após o pouso de emergência, equipes de segurança e bombeiros se aproximaram da aeronave.


Os passageiros contam que ainda não há uma previsão de quando um novo voo para Belém será liberado.


O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos I (Seripa I) informou que não foi notificado sobre a ocorrência.


Fonte: DOL.

Foto: Reprodução.

43 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page