top of page
  • Paranews

Militares aguardam ordem para dispersar “atos golpistas”

Os militares estão preparados para dispersar os atos golpistas em frente aos quartéis do Exército, aguardando apenas o comando do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulonesta quarta-feira 14.


O alto comando das Forças Armadas estaria inclusive em contato com José Múcio, futuro ministro da Defesa, o que amplia a expectativa pela ordem de acabar com os movimentos. A percepção dos militares do alto escalão consultados pelo jornal é que o comando ocorra já nos primeiros dias após a posse.


As declarações reforçam a informação de que a dispersão dos golpistas é a nova prioridade da Defesa no governo eleito, em especial, após a escalada da violência em Brasília. Lula teria citado a prioridade em reunião com parlamentares do Avante.


Estas mesmas fontes, porém, garantem que, mesmo que haja desconforto, a ordem de despejo dos golpistas será rigorosamente cumprida. Seria o primeiro passo de sinalização de pacificação entre o setor e Lula. A intenção, dizem, é não mostrar resistências a Lula para encontrar caminhos que possam manter o grupo acomodado no governo. O petista prometeu em campanha desocupar cargos civis hoje entregues a militares.

Eles também indicam que o ideal é que a retirada dos bolsonaristas ocorra de forma pacífica, mas não descartam incidentes dado a resiliência do grupo em se manter acampado. O melhor cenário, alegam, seria que o movimento fosse dissipado ‘ao natural’, o que, inclusive, geraria menos desgaste ao novo presidente, que não precisaria, já nos primeiros dias de mandato, dar qualquer ordem contra opositores.


Fonte: Carta Capital.

81 visualizações0 comentário
bottom of page