top of page
  • Paranews

Funcionário de frigorífico é preso por furtar ‘pedras de fel’ avaliadas em US$ 20 mil




O funcionário de um frigorífico localizado em Rondonópolis (MT) foi detido no dia 18 de agosto por furto de “pedras de fel” bovinas, como são conhecidas as pedras que se formam na vesícula biliar bovina. Ele é suspeito de furtar 42 gramas de cálculos biliares, avaliados em US$ 20 mil (aproximadamente R$ 103 mil).


O suspeito foi detido em flagrante, após denúncia recebida pela Polícia Civil de Rondonópolis de que estaria ocorrendo o furto do cálculo biliar de bois na unidade industrial. O indivíduo foi abordado no próprio local de trabalho pelos policiais e durante revista pessoal foram localizadas três pedras escondidas na cueca.


Na residência dele foram encontradas pelos policiais algumas peças do frigorífico, como facas, ganchos, uma chaira de amolar facas, além de uma balança de precisão.


Aos policiais o suspeito declarou que revendia as pedras no valor de R$ 250 a grama. Essa não teria sido a primeira vez que o crime teria sido praticado.

Alto valor de mercado

As “pedras de fel” são cálculos biliares encontrados em bois durante o abate, e comercializados a um alto preço no mercado internacional. O produto é usado, por exemplo, na fabricação de medicamentos e para induzir a formação de pérolas em ostras.


As vesículas biliares são retiradas, a bile é filtrada, e as pedras encontradas são limpas e secas. Existem diferentes tipos de pedra, dependendo de seu tamanho, forma e cor. O que levaria cada delas ter valor comercial distinto e significativo.


FONTE: CANAL RURAL.

IMAGEM: REPRODUÇÃO GOOGLE.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page