Buscar
  • Paranews

Caso Mônica Andrade: Juíza passou a usar remédios após separação conturbada e morte dos pais



A Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Pará prossegue as investigações sobre a morte da juíza paraibana Mônica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira, cujo corpo foi encontrado, com um tiro no peito, dentro do carro do marido, o juiz paraense João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, no estacionamento do prédio onde residia o casal, na capital do Pará, na manhã do dia 17 de maio. Leia em A Juíza. O Casamento Conturbado. A Separação Litigiosa. As Dívidas. Os Remédios e o Suicídio (oantagonico.net.br)

217 visualizações0 comentário