top of page
  • Paranews

Audiência com Dino na Câmara tem confusão entre deputados e intervenção da polícia legislativa

Diante de uma discussão ríspida e generalizada, sessão foi encerrada. Ao longo da audiência, fala do ministro era interrompida por oposicionistas, que eram repreendidos por deputados da base.


A audiência na comissão de segurança da Câmara, que ouviu o ministro da Justiça, Flávio Dino, foi marcada por confusões entre deputados e até intervenção da polícia legislativa. Diante do clima de animosidade, o presidente da comissão declarou a sessão encerrada, e o ministro levantou-se e foi embora.

Ao longo da audiência, quando o ministro começava a falar, deputados de oposição gritavam palavras contrárias ao governo. Em resposta, deputados da base reagiam. Dino dizia que, diante das interrupções, não conseguia falar.

Em determinado momento, houve uma discussão mais ríspida entre deputados. Foi quando a polícia legislativa entrou na sala da comissão para separar a briga. Deputados começaram a alegar que estavam sendo ofendidos pelos colegas e pediam reparação, entre acusações e negativas.

Foi o estopim para o encerramento da sessão. Dino saiu da mesa e foi embora. A oposição começou a gritar "fujão".


No Twitter, o ministro escreveu que "deputados extremistas adotaram atitudes ameaçadoras".

"Infelizmente deputados extremistas adotaram uma sequência de atitudes ameaçadoras, ofensivas e agressivas, impedindo a realização de audiência na Comissão de Segurança Pública da Câmara. Considero um desrespeito ao povo brasileiro e ao próprio Poder Legislativo", afirmou o ministro.


Fonte: G1


22 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page