Anuncie

Justiça

Pacajá, 14/11/2017 às 11:04

Tribunal de justiça nega liberdade a assaltante de banco

O réu Marivan Costa, denunciado pelo Ministério Público por suposta participação em assaltos a banco, permanecerá preso. A decisão é da Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará que em reunião realizada nesta segunda-feira, 13, negou, à unanimidade, pedido de liberdade em habeas corpus feito pelo acusado.

 

A defesa de Marivan alegou a ocorrência de constrangimento ilegal por excesso de prazo na tramitação processual. Porém, conforme o relator do processo, desembargador Leonam Gondim da Cruz Júnior, inexiste qualquer constrangimento, considerando que o processo está tendo seu trâmite normal.

 

Conforme o processo, o réu, que é sargento da Polícia Militar, seria integrante de uma associação criminosa que praticou assalto a uma agência bancária no Município de Pacajá em 2016.

comentário

Comentar