Anuncie

Cidades

Obidos, 30/12/2017 às 11:36

Corpos de vítimas de naufrágio são mantidos em clínica de conservação antes de sepultamento coletivo

O último procedimento antes do velório coletivo das nove vítimas do naufrágio do rebocador próximo ao município de Óbidos, no oeste do Pará, iniciou nesta sexta-feira (29) em Santarém. Quatro corpos foram levados da sede do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) a uma clínica de conservação de corpo no município.

 

Os corpos liberados, respectivamente, são de Juraci dos Santos Brito, Dick Farney de Oliveira, Ivan Furtado da Gama e Adriano Sarmento Castro, que já estavam com todas as certidões de óbito feitas. No sábado (30) os demais corpos serão encaminhados à clínica, inclusive o de Carlos Eduardo Bueno de Souza, identificado na quinta-feira (28) por meio de exame de DNA.

 

O irmão de uma das vítimas, Gilmar dos Santos Brito disse  que esse é um momento de alívio para as famílias, que poderão se despedir e prestar as últimas homenagens aos entes queridos.

 

Conservação dos corpos

Como os corpos estavam desde a primeira semana de dezembro nas câmaras frias no CPC em Santarém, a médica legista Rita Moura de Sousa, responsável pelos procedimentos na clínica, informou que a primeira etapa é o descongelamento para então avaliar quais serão os próximos passos.

 

“Cada cadáver é um caso e procedimento diferente. Os corpos estão muito congelados. Tem uns que estão com mais tecidos que outros, aí a preparação é feita de uma maneira. As famílias já estiveram aqui trazendo toda a documentação assinada”, disse a médica legista.

 

Depois de todos os métodos de conversação forem finalizados, os corpos ainda permanecerão na clínica até o dia do velório coletivo, previsto para ser realizado nas dependências do Clube Atlético Cearense, no bairro Caranazal.

comentário

Comentar