Anuncie

Polícia

Medicilândia, 04/01/2017 às 17:13

EX-PREFEITO É ACUSADO DE TENTATIVA DE HOMICÍDIO

Fonte: TV Cidade SBT Brasil novo/ Jornal a Voz do Xingu

De acordo com Policiais Militares do município, um açougueiro de Medicilândia, identificado como Jogean Costa do Nascimento, foi até a residência do ex-prefeito Nilson Daniel, conhecido como gaúcho. O comerciante teria ido cobrar o pagamento de dívidas referentes ao fornecimento de carnes para a prefeitura. O que era para ser apenas uma cobrança, por pouco, não acabou em tragédia.

Gaúcho, de posse de uma arma de fogo, efetuou dois tiros contra o comerciante, que deixava o local em seu veículo. No carro da vítima, as marcas dos disparos. Um dos tiros atingiu a perna do açougueiro, que recebeu atendimento médico e foi conduzido em seguida para a delegacia do município, onde registrou o boletim de ocorrência. A Polícia Militar foi até a residência do Ex-prefeito, mas ele não foi encontrado.

Os militares foram informados pela esposa do acusado que ele se apresentaria em breve com o advogado, porém até o momento, Nilson Daniel não foi localizado. 

A Assessoria do ex-prefeito de Medicilândia, Nilson Daniel (PT), mais conhecido como Gaúcho, encaminhou uma nota de esclarecimento onde conta a versão do ex-prefeito em relação ao acontecido no dia 30 de dezembro, em que o ex prefeito é acusado de disparar dois tiros contra um comerciante daquele município.

Leia abaixo a nota na íntegra.

PREFEITO DE MEDICILÂNDIA TEVE SUA CASA INVADIDA E FOI AMEAÇADO COM ARMA DE FOGO

Por volta das 17:00 horas, do dia 30 de dezembro, o Prefeito de Medicilândia, Sr. Nilson Daniel, que estava na companhia de sua esposa primeira Dama Syrlei Clemi Colto, teve sua casa invadida por um suposto fornecedor de carne para a Secretaria de Saúde, que chegou esbravejando e dizendo em tom ameaçador que naquele momento iria receber por bem ou por mal seu dinheiro.
Em resposta, o Sr. Nilson Daniel informou que os pagamentos não poderiam ser feitos porque houve um bloqueio do gerenciador financeiro do banco. Tomado pelo ódio, o invasor passou a proferir palavras de baixo calão e ao se dirigir para ir embora, pegou uma arma de fogo e proferiu dois disparos contra o Prefeito Municipal, que, ato contínuo, tomado pelo sentimento de proteção de sua vida e de sua família, revidou a injusta agressão, agindo em legítima defesa sua e de seus entes.
As medidas judiciais cabíveis estão sendo tomadas contra o criminoso que invadiu sua propriedade.
No dia 01 de janeiro de 2017 NILSON DANIEL se apresentou junto a delegacia civil da cidade de Altamira prestando seu depoimento e aguardando a disposição da Justiça.

 

comentário

Comentar