Anuncie

Educação

Barcarena, 21/12/2017 às 12:04

Município irá implantar Núcleo da Ufpa

Ascom PMB

A assinatura de um convênio para a implantação de um núcleo da Universidade Federal do Pará em Barcarena foi debatida nesta terça-feira (19) entre o prefeito Antônio Carlos Vilaça, o vice-prefeito Paulo Alcântara e representantes da UFPA. Além de investir na educação superior, a meta é ofertar vagas para o curso de Engenharia Industrial no processo seletivo do próximo ano, com início das turmas em 2019.

Segundo o vice-reitor da UFPA, professor Gilmar Silva, a tentativa de implantar um polo em Barcarena já conta cerca de 30 anos: “Hoje tivemos a oportunidade de começar esse diálogo. Como a UFPA, o prefeito também tem uma leitura de que a Universidade tem um papel estratégico porque vai envolver a juventude do município e vai poder produzir mais emprego e renda para a comunidade”. De acordo com o professor Gilmar, há, ainda, a possibilidade de implantar também o curso de Engenharia Civil.

Para o vice-prefeito Paulo Alcântara, a primeira conversa foi bastante positiva. “Tenho certeza absoluta de que isso será muito importante para o nosso município e marcará o governo do prefeito Vilaça com a implantação desses cursos aqui e, futuramente, de um polo da Universidade Federal do Pará dentro de Barcarena”.

Para o prefeito Antônio Carlos Vilaça a expectativa é a melhor possível. “Barcarena é um município forte que tem capacidade e potencial e está aí mais um potencial a trazer. Há 30 anos é o anseio da nossa população, dos nossos jovens, e se é bom para Barcarena, para os nossos jovens e para o futuro da nossa cidade, tudo o que o governo municipal tiver condições de investir, nós vamos fazer para trazer um polo da Universidade Federal. Para mim seria uma alegria imensa poder trazer mais esse bem para o nosso povo”, avaliou.

Também participaram da reunião o coordenador geral do campus de Abaetetuba, professor Sebastião Cordeiro, e a diretora da Faculdade de Engenharia Industrial do campus de Abaetetuba, professora Ana Áurea Barreto Maia.

comentário

Comentar